O milagre dos peixes | Nutrição

Você é um amigo do congelado por que o de comprar peixe fresco dá-lhe coisa por não saber escolher. E é que passar pela peixaria e sair com um bom produto debaixo do braço não é tão simples como parece. Assim, em Men’s Health vamos a seu resgate. Os objetivos: que não te ter dobrado quando você vai ao mercado. E tu, como os pães e os peixes, e fique tão legal depois do milagre.

Pescada

Deve ser grande, com a pele brilhante e tenso, os olhos bem abertos e brilhantes e as guelras de cor vermelha. Faça o mesmo que você faz com a sua vizinha deslumbrante: preste atenção em seu corpo. Deve estar firme e elástica, jamais mole. Se você quiser recortar, que se separem em filetes ali mesmo: a que se vende cortada perdeu boa parte de seus nutrientes.

Temporada: De abril a julho.
Benefícios: Baixo teor de gordura e baixo aporte calórico. É dizer, que a pescada é um peixe ideal para combater o excesso de peso.

Salmão

Quando você vai para a pescaria a olhar para o pobre salmão que proverá no jantar, com a exceção de um que tenha brilho e textura dura. Se você estiver cortada, quanto mais cor-de-rosa seja, melhor, recomenda Branco. E as fatias, para poder ser, grandes: tem mais gordura. Que a peça inteira pesando de 5 a 7 quilos.

Temporada: Todo o ano.
Benefícios: Ao ser um peixe gorduroso, é rico em Omega-3 e ácidos graxos essenciais. É também uma grande fonte de proteínas, vitaminas do grupo B, fósforo e selênio.

Bonito

Voltamos a dizer-te o mesmo que no caso do salmão. O bom que vai comprar deve ser cortado em pedaços grandes, muito melhor do que 10 quilos de cinco. O corte, quanto mais claro, melhor. A textura, tão dura como a sua atitude na hora de negarte a pagar mais do que a conta. E que não se despedace quando se estejam cortando na peixaria.

Temporada: De julho a outubro.
Benefícios: É rico em ácidos graxos Ômega-3 que, como não nos cansamos de dizer, contribui, entre outras coisas, a reduzir os níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue.

Linguado

A Vale. Se está na frente do balcão de qualquer peixaria. Quer um bom linguado mas não sabe para onde atirar. Fácil. O ideal é que o linguado seja escuro por cima e branco, totalmente liso, abaixo. Decántate por este tipo, de maior qualidade do que as solas salpicados, com uma espécie de bolinhas em sua parte superior.

Temporada: Março e abril.
Benefícios: rico em iodo, mineral essencial para o bom funcionamento da glândula tireóide (que regula numerosas funções metabólicas).

Sardinha

Quanto mais prateadas, melhor. Novamente, note que brilhe e a sua textura seja firme. Fique com as que têm uma leve tonalidade de cor de ouro por cima.

Temporada De maio a setembro.
Benefícios Contém vitaminas do grupo B, como a B12, B1 ou Niacina, que contribuem em vários processos como a formação de glóbulos vermelhos, e muito olho com isso, a produção de hormônios sexuais. O yum!

Mexilhões

Certifique-se de que seu cheiro seja fresco e sem traços de amônia. E é que os mexilhões há que dar-lhes um toque. Para saber se estão frescos, bate em sua concha. No caso permaneça aberto, suspeita. Se os cozinhas, mantenha-a 48 horas na geladeira em um recipiente bem fechado para evitar que se sequem.

Temporada: Todo o ano.
Benefícios: Muito baixo teor em gorduras e calorias, com uma média de 67 calorias por cada 100 gramas. Traz também quantidades consideráveis de iodo e de ferro, especificamente contém 4,5 gramas por cada 100, mais do que muitas carnes consideradas ricas neste mineral.

Berbigões

É de narizes. Para identificar um berbigão em bom estado, você tem que afundar neles seu apêndice nasal. Pegue a bolsa e huélela. Quanto menos aroma tiver, melhor. Se o cheiro do berbigão é muito grave, põe em dúvida a sua frescura. E lembre-se: antes de cozinhá-los, deixe-a de molho para que saem da areia.

Temporada: De outubro a abril.
Benefícios: Os berbigões caracterizam-se por apresentar um baixo teor de gordura e baixo aporte calórico. Por certo, se comparado com outros frutos do mar, a quantidade de colesterol que apresentam é baixa.

Lagosta

Escolha apenas as vivas. Não é mero sadismo. Se você já está morta, a carne fica macia. Veja também em sua cauda: deve dobrar-se sob o corpo e não pendurar.
As pinças, ambas, devem estar ativas; e a casca, firme.

Temporada: De maio a setembro.
Benefícios: oferece entre 10 e 20% das necessidades diárias de potássio, selénio, zinco, fósforo, cobre e vitamina B12. Ao igual que muitos outros produtos marinhos, é uma excelente fonte de ácidos gordos Omega-3.

Amêijoas

Fique com as amêijoas galegas, mais caras, mas de maior qualidade. São muito fáceis de identificar: sua concha é de cor cinza claro, enquanto que a francesa é mais escura e a mediterrânica mais pequena. E que te tire da língua: esse apêndice que se destaca da concha é sinônimo de frescor.

Temporada: Abril, maio, junho, julho, agosto, setembro e dezembro.
Benefícios: É um dos alimentos mais ricos em vitamina B-12, também conhecida como cobalamina, essencial para a síntese da hemoglobina e da elaboração de células, além de facilitar o bom estado do sistema nervoso.

Camarão

Procure as que são de cor cinza brilhante e são flexíveis. Os olhos têm que ser negros e não mate. Mais características anatômicas: o corpo não deve estar curvado. A cozedura já se ocupa de curvar o corpo do camarão. E atenção ao cheiro: que não se cheguem, nem o mais mínimo cheiro a amoníaco.

Temporada: De outubro a dezembro.
Benefícios: Possuem um alto valor nutritivo: produzem uma quantidade considerável de proteínas de qualidade e o seu teor de gordura é baixo, embora o colesterol e purinas são relativamente elevados. Por outro lado, sua casca pode te ajudar a perder peso, graças à presença do chitosán, substância que inibe a absorção de gorduras.

Deixe uma resposta

Post Navigation